quarta-feira, 20 de julho de 2011

Vem. . . .

Não precisa trazer flores.
Eu tenho aqui a águas-lágrima, traga só sua semente-coração. E na varanda plantaremos nosso amor-imperfeito, mas nosso!
Amor se bem cuidado nasce de novo. E olha que o nosso nem chegou a morrer. É que a tempestade daquela tarde molhou demais a terra-sonho, mas o sol-sorriso fez secar a dor e olha ali, as primeiras pétalas do nosso lindo amor!




Um comentário:

Milla de Morpheus disse...

Que lindo e quanto imagino que tenha de voce aqui...
pétalas de delicadeza.
Bom dia, linda...

Beijinhos da Milla de Morpheus