quarta-feira, 3 de outubro de 2012

. . .


quero pegar, sentir, tocar, ser.
E tudo isso já faz parte de um todo,
de um mistério.
Sou uma só... Sou um ser.
E deixo que você seja. Isso lhe assusta?
Creio que sim. Mas vale a pena.
Mesmo que doa. Dói só no começo.

Clarice Lispector

Um comentário:

Lynce disse...

Até eu te queria pegar, sentir-te, tocar-te...que esse teu decote, da imagem do perfi, deixa-me completamente fora de mim...
Beijinhos, querida!