quarta-feira, 28 de novembro de 2012

!!!


Há pessoas capazes de nos desiludir como gelo, sublime e sensivel que se derrete por entre lágrimas internas. Desilusões que provocam revolta e fazem-nos preencher de rancor e de destruição. Se me prendem pela inocência, toco a furia irreal. Admirar-me já não consigo por serem muitos anos a lidar com isto, mas sou uma humana sentimentalista e sinto o bater do meu coração e ajo por ele. Não aprendi a viver assim, tenho em mim a esperança surreal de um dia estar errada. Mas enquanto esse dia não chega, não me peçam para passar ao lado de certas atitudes que me magoam. Tenho defeitos e um deles é conseguir transformar o meu coração numa pedra fria quando toco a falta de carácter e a desilusão. São as barreiras de protecção que cresceram dentro de mim ao longo destes anos. (In)felizmente, tal como esta pessoa que me deixou triste sei ser dura, fria e imprestável. Aprendi consigo, não se esqueça disso...
 

Nenhum comentário: