segunda-feira, 21 de fevereiro de 2011

"EU DESISTO"...



Eu desisto
É isso mesmo, entreguei os pontos, não dá mais, acabou.
Essa frase soa com tanta força, não é?
Mas é verdade, eu desisti mesmo.
De um monte de coisas.
Desisti de reclamar de quem não quer aprender. Decidi me concentrar em quem quer...
E se você olhar bem direitinho, perto de você tem um monte de gente sedenta de conhecimento.
Desisti de tentar emagrecer para ser igual a todo mundo.
Resolvi ter o peso que eu devo ter, por uma questão de saúde, por uma questão de bem estar.
Só isso.
Desisti de tentar fazer com que as pessoas pensem do jeito que eu gostaria que elas pensassem.
Achei melhor buscar respeitar o outro do jeito que ele é.
Imagina se o mundo fosse feito de milhões de pessoas iguais a mim...
Ah, isso ia ser um tormento!
Desisti de procurar um emprego perfeito e apaixonante.
Achei que estava na hora de me apaixonar pelo meu trabalho e fazer dele o acontecimento mais incrível da minha vida, enquanto ele durar.
Desisti de procurar defeito nas pessoas.
Achei que estava na hora de colocar um filtro e só ver o que as pessoas têm de melhor.
Defeito todo mundo acha, quero ver achar qualidades em quem parece não tê-las.
Desisti de ter o celular mais “psico-tecno-cibernético” do mercado. Agora eu só quero um telefone, pra falar.
É muito frustrante comprar o mais novo modelo e dias depois ver que ele já foi superado. É pra isso que a indústria trabalha.
Aproveitei o gancho e apliquei o conceito também a outros produtos: relógio, computador, máquina fotográfica, carro.
Desisti de impor minha opinião sobre tudo.
Decidi que de agora em diante vou ouvir todas as opiniões, mesmo as contrárias, e vou tentar tirar proveito de cada uma delas.
É mais barato compartilhar as opiniões do que brigar pra manter só uma.
Desisti de ter tanta pressa. Tudo na vida tem seu tempo, e se não acontecer, não era pra acontecer.
Não quer dizer que eu vou “deixar a vida me levar” e parar de correr atrás do que eu acredito, mas não vou me desesperar se eu perder o vôo.
Sei lá o que vai acontecer com o avião...
Desisti de correr da chuva.
Tem coisa mais bacana que tomar banho de chuva?
Há quanto tempo você não sente aquele cheiro de terra molhada?
E se o resfriado chegar, qual o problema? Não vai ser o primeiro nem o último.
Desisti de estudar por obrigação. Agora eu faço da leitura um momento de prazer...
Cadeira confortável, pezão pra cima, um chocolate quente, minha gata ronronando do lado.
Os livros agora ficaram menores e mais fáceis, mesmo que seja a CLT ou a NBR 9004.
Desisti de buscar uma planilha de indicadores toda verdinha.
Os índices são assim mesmo, às vezes melhoram, às vezes pioram. Isso é o mundo real.
Eu não vou deixar de fazer a gestão sobre eles, mas decidi que não vou mais sofrer por isso.
Bons ou ruins eles devem gerar aprendizado e isso é o mais importante.
Desisti de trabalhar para fazer o meu sistema da qualidade ser perfeito.
Eu prefiro mantê-lo sob controle, funcionando, ajudando as pessoas, ajudando os processos, dando resultados, mesmo que aos poucos.
Com essa filosofia eu ganhei um monte de parceiros, ao invés de cultivar inimigos.
Se eu fosse você, desistia também...
Tem um monte de coisas que você faz, carrega e sente, que não precisa.
Pense nisso!!!
Thais Cadorim

Recebi de uma amiga muito mais que querida e caiu muito direitinho nos pensamentos das últimas semanas...

um bater de asas
com aroma de lavanda

6 comentários:

{tigerin_hope}_H.'.THOR disse...

Adorei seu post!
É extremamente "leve" pensar que não somos as únicas que passamos por dificuldades e que simplesmente desistimos de algumas coisas.
Mas sabe?
Se a gente pensar pelo "outro lado", analisando a questão sob outro prisma e tentando brincar de Polyanna... Se está tão difícil... é porque não era pra ser... afinal, quantas vezes já não passamos por uma situação em que todo o Universo conspirou a nosso favor?
Talvez a gente realmente devesse parar de dar murro em ponta de faca, e seguir em frente... que atrás vem gente!
E brincadeiras à parte...
Beijks açucaradas,

みope✩ღ✩

{ÍsisdoEgito}JZ - Tua, somente tua disse...

Oi linda,

tem presente pra voce lá no blog....

Ofertado com muto carinho.

Beijos carinhosos,

ÍsisdoJUN

{tigerin_hope}_H.'.THOR disse...

Só passei pra deixar selinhooooooooooooo!
http://hope-desejosdelirios.blogspot.com/2011/02/selinhos.html

Beijoks açucaradas,
みope✩ღ✩

myrah disse...

Vim deixar uma flor...aceita?

carinhos de myrah

LUCIUS (∆Ω) disse...

Boa noite, Pétala fico muito feliz em te seguir e ler o que você, escreveu, pois faço sempre releitura de tudo que leio e a felicidade é porque não vejo desistência e sim um reencontro contigo mesma, uma interiorização e valorização das coisa que parecem pequenas, mas que realmente constroem não só um ser como também toda uma sociedade, transformação deve ser de dentro para fora, não levando em consideração se os outros vão ou não mudar, ao buscar tudo que você desistiu e o que encontrou só saiu ganhando, parabéns, isso é crescimento, beijo.

Sr.LUCIUS ΔΩ

Loka pela Lua disse...

adorei...
só te peço q nunca desista de ser essa delicia de pessoa q vc é,o mundo ia ficar muito xato...rs

beijos