quarta-feira, 16 de março de 2011

S A U D A D E


Ontem eu era uma deusa!
Hoje sou Tua cadela,
Porque entreguei a ti
Embora rebelde tornei me Tua submissa,
escrava sem paciência,
Descobri em Tuas mãos o desejo
de entregar meu corpo
meus pensamentos
para saciar as Tuas vontades.
Envio um doce canto, um canto ao Senhor de mim:
Senhor, lembra de que tua escrava se entristece
Porque a fazes viver tão distante de ti.
- Não sabes que este amor é teu?
Não deixes tão só e triste assim.
Vem logo, vem depressa! Ouve estes suplicas minhas!
Não deixes que me perca a doce inspiração,
Dos sonhos que sonhei, do muito que te quero!
Plena é a noite de encantos, noite de poesias,
Em que deixo voar a minha fantasia,
A cantar, a cantar os versos que eu te fiz!
pétala_ Vidär
Um bater de asas
com aroma de rosas amarelas

4 comentários:

descalza disse...

Es el grito desesperado de una sumisa entregada...

Hermoso.

Besos

Mel dupla personalidade disse...

Olá! Estava navegando na blogosfera e me deparei com teu blog, adorei!
Amo fazer novas amizades, conhecer pessoas, idéias, outras perspectivas.
Teu cantinho é belo e sensual.
Já estou te seguindo...
Se puder visita meus blogs.
Bjs doces como mel da

*´¨)
¸.•´¸.•*´¨) ¸.•*¨)
(¸.•´ (¸.•` *♥ Mel Dupla Personalidade ♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥*♥

marie disse...

oi petala
muito lindo seu poema e sua entrega, nada diferente do qe se espera de uma mulher de alma submissa como você.
Beijos

{koira}-Dominus disse...

Adorei seu blog petala, esteja a vontade para ver o meu
sub-koira.blogspot.com