quarta-feira, 3 de agosto de 2011

E a alma?

Entreguei-a ti

E nada fez

Gozou em meu corpo

Deixou marcas na pele

E nas minhas lembranças, de beijos úmidos espalhados pela minha pele, a sua boca, língua, dedos, pele, cheiro, suor, que eu sinto, e suspiro.

Recordo do teu toque, o seu corpo vibrante por cima do meu, por baixo, de lado, por trás. As suas mãos impiedosas que sempre me fizeram eu lhe desejar com cada toque suave, ardente, firme, apaixonado. O seu corpo dentro do meu, indo e vindo, dominando a carne que sempre foi tua.
Toco-me, quase ouvindo a sua voz, aquele tom sereno, grave e sensual.

Vem invade novamente meu corpo, ouvem os meus gemidos os meus orgasmos.

Vem tire de mim rios e lágrimas, abraços e beijos.

Foi um amor, uma paixão louca… agora nada é e não sei se algum dia voltará a ser.


Pétala

3 comentários:

Anônimo disse...

Poxa...

Me li em seu poema...

Passei por isso esses tempos, ainda fico triste...
Mas a vida tem que seguir. Pois viver de silencios é impossivel.

um abraço

Savannah

http://mundodesavannah.blogspot.com

Ps: Desculpa estar postando no anomimo, mas no momento é o mais rapido...abracinhoss

khel disse...

Eu tb me li nesse poema...acho que mtas de nós já passamos por situação idêntica....usa o corpo e a nossa alma?? não é fácil não. Pq as marcas que ficam são mto diferentes das que gostamos tanto de exibir, são profundas e de cicatrização difícil.
bjss e continue escrevendo essas coisas lindas.

DEXPEX_{Amar Yasmine} disse...

Pétala, menina linda!

Hoje, já é a segunda vez que digo: "Vai passar".
Como bem disse Marilyn Monroe:

"Acredito que tudo aconteça por uma razão. As pessoas mudam, então você aprende a deixá-las ir. Coisas dão errado, então você aprende a apreciá-las quando estão certas. Você acredita em mentiras então, eventualmente, você aprende a confiar em ninguém além de você mesmo. E, às vezes, coisas boas desmoronam para que coisas melhores ainda possam cair juntas."

Beijos e um ótimo fim de semana!


DEXPEX_{Amar Yasmine}